Home / Matérias de revistas / O Cruzeiro / Maior novidade para 83 é o novo motor mais econômico

Maior novidade para 83 é o novo motor mais econômico

Revista O Cruzeiro nº 2512 – 30 de Setembro de 1982
Reportagem de Waldyr Figueiredo

Passat 1983 na revista O Cruzeiro

Mostrando como maior novidade um motor em que a Engenharia da Volkswagen conseguiu obter maior desempenho com menor consumo de combustível, já está nos revendedores de todo o Brasil, o novo Passat 1983, em quatro versões: LS, GLS, GTS e LSE.

Esse novo modelo, tem um acabamento mais requintado e importantes alterações de estilo, como a frente nova com quatro faróis retangulares de lâmpadas halógenas; grade modificada; spoiler dianteiro; frisos laterais de borracha altos e largos e ponteiras dos pára-choques com novo desenho.

 

O motor

O novo motor de 1.6 litros, chamado pela fábrica de MD-270, foi desenvolvido para proporcionar mais economia de combustível na cidade, sem comprometer o nível de desempenho do carro. E a engenharia da fábrica conseguiu chegar a um motor com torque elevado em rotações baixas, principal característica do novo MD-270.

Dentro das condições preestabelecidas, tanto para gasolina quanto para álcool, os melhores resultados foram conseguidos incluindo no motor do Passat um carburador de dois estágios, com tubulação de retorno ao tanque, do combustível excedente; pistões redesenhados – com capacidade para suportar uma nova taxa de compressão de 12:1 no motor a álcool e 8,3:1 no motor a gasolina; um eixo comando de válvulas com novo diagrama dos cames; filtro de ar com controle termostático e captação do ar quente; coletor de escape duplo; ignição eletrônica e um separador de vapor no motor a gasolina para facilitar a partida a quente.

No motor a álcool estão incluídos, também, todos os melhoramentos desenvolvidos para oferecer maior resistência à corrosão, dos quais se destacam o carburador com tratamento de superfície níquel-químico; bomba de combustível com aplicação de cádmio e filtro com invólucro plástico e elemento filtrante de papel.

Passat 1983 na revista O Cruzeiro

 

Maior economia

Com essas inovações foi possível obter uma elevação do toque a baixas rotações. Em razão deste aumento do toque o motorista precisa pisar menos o acelerador para acompanhar o fluxo do tráfego nas grande cidades e, consequentemente, gasta menos combustível.

Com o objetivo de ampliar as vantagens dessa economia de combustível que o motor MD-270 oferece, a Volkswagen desenvolveu uma caixa de câmbio com relações mais longas, opcional para as versões LS e GLS. Com a desmultiplicação das marchas essa nova caixa permite obter uma economia adicional, principalmente na estrada, onde a quarta marcha é mais utilizada, fazendo com que o motor trabalhe em rotações menores, em condições idênticas a um overdrive ou como uma caixa de cinco marchas.

   

Maior requinte

Em quatro versões, com três tipos de carroçaria – duas, três ou quatro portas, a linha Passat 1983 mostra maior sofisticação e acabamento mais requintado, apresentando-se inclusive, como a mais completa do mercado nacional.

O acabamento interno utiliza os melhores tecidos disponíveis e mostra outras importantes modificações como as que foram feitas no painel onde foi incluído um sistema de ventilação aperfeiçoado; feixe central em alumínio escovado; volante de estilo diferente e nova grafia dos instrumentos, com iluminação em verde para melhorar a visualização a noite.

O Passat 83 está disponível  nas cores Branco Paina; Bege Trigo; Bege Palha; Cinza Carrara; Verde Álamo; Vermelho Calipso; Cinza Prata Metálico e Verde Mármore Metálico. Como cores novas, há o Azul Universo, Bege Equatorial (metálico) e Azul Búzios (metálico).

Na relação de opcionais estão os cintos automáticos; rodas de liga leve de alumínio; pneus radias de aço 175/70 SR 13 (de série no modelo GTS); aquecimento central; dispositivo antiembaçante; vidros climatizados verdes; pára-brisas degradê e ar-condicionado integrado ao painel.

Deixe uma resposta