Consoles

Uma peça que muda a aparência do interior de um veículo: o console. O equipamento é praticamente obrigatório nos dias atuais, mas nem sempre estava presente nos carros brasileiros até principalmente meados dos anos 80. Podendo ser um simples apoio para moedas e pequenos objetos, ou contar com espaço para instrumentos, rádio e equalizador, eram comuns os fabricantes de acessórios, como a Zune, ou mesmo os tapeceiros, produzirem por conta própria as peças sob medida em madeira e courvin.

No Passat, o console passou a ser usado a partir da linha 1976, com o lançamento da versão TS. O equipamento trazia espaço para três mostradores, rádio e porta-objetos. As demais versões passaram a utilizar um console simples, apenas com a função de porta-objetos, a partir da linha 1977. Daí para frente, tivemos algumas mudanças e outras versões que compartilharam a mesma peça com o Passat TS. A própria Volkswagen disponibilizava o console com instrumentos para qualquer Passat, através de sua linha de acessórios.

Anúncio da linha de acessórios da Volkswagen em 1980. Mais publicidade dessa época pode ser encontrada na nossa área de propagandas.
Anúncio da linha de acessórios da Volkswagen em 1980. Mais publicidade dessa época pode ser encontrada na nossa área de propagandas.

  

Conheça abaixo todos os modelos de console utilizados no Passat ao longo de sua produção no Brasil:

Passat TS 1976

 

O console utilizado no Passat TS 1976 em imagem de divulgação da Volkswagen (esq.) e no teste da revista Quatro Rodas (dir.).
O console utilizado no Passat TS 1976 em imagem de divulgação da Volkswagen (esq.) e no teste da revista Quatro Rodas (dir.).

  

O console utilizado apenas para esta versão e ano era produzido em fibra de vidro e trazia, como mencionado no início desta matéria, espaço para três mostradores circulares, que ficavam na parte superior. Os mostradores, pela ordem, eram um relógio de horas, voltímetro e manômetro de óleo. Abaixo deles havia um espaço para o rádio, que só era utilizado de fábrica quando o carro vinha equipado com ar condicionado. A coifa da alavanca de marchas também era exclusivo para o TS 1976.

Passat TS 1976 em teste pela revista Oficina nº 23 (esq.) e o console ainda preservado em um exemplar a caminho da restauração (dir.).
Passat TS 1976 em teste pela revista Oficina nº 23 (esq.) e o console ainda preservado em um exemplar a caminho da restauração (dir.).

 

Utilizado nas versões Ano/modelo
Passat TS Até 09/1976

 

Console simples

  

Console simples, em foto de divulgação da linha 1979.
Console simples, em foto de divulgação da linha 1979.

 

Os Passat L e LS passaram a vir equipados, a partir da linha 1977, com um console simples que possuía apenas a função de porta-objetos. Desde então, nenhuma versão do Passat saiu de fábrica sem um console. Sua cor acompanhava sempre a do painel e de seus revestimentos inferiores. Portanto, foi produzido nas cores preta, caramelo, marrom e cinza, de acordo com as opções de cor do interior disponíveis em cada ano.

No caso de veículos equipados com ar condicionado, o rádio era deslocado para a cobertura central do painel, fixado através de um suporte plástico. Na imagem, um Passat GLS 1983 em imagem de divulgação da época.
No caso de veículos equipados com ar condicionado, o rádio era deslocado para a cobertura central do painel, fixado através de um suporte plástico. Na imagem, um Passat GLS 1983 em imagem de divulgação da época.

 

A coifa de acabamento da alavanca de marchas era produzido em courvin, até a linha 1984, e em borracha do tipo sanfonada a partir da linha 1985. E, no caso de veículos equipados com ar condicionado, como não havia espaço no console para o deslocamento do rádio, ele era fixado sob o revestimento central do painel, em um suporte plástico específico para seu acondicionamento.

Utilizado nas versões Período
Passat L A partir de 10/1976
Passat LS A partir de 10/1976
Passat Surf Todos
Passat 4M Todos
Passat LS Série Especial Todos
Passat GLS Todos
Passat “Carro do Mês” Todos
Passat Special Todos
Passat LS Village / GL Village Todos
Passat Sport Todos
Passat Plus Todos
Passat Flash Todos

  

Passat TS 1977

   

Console do Passat TS 1977

O modelo 1977 do Passat TS trouxe algumas modificações importantes, como o novo câmbio e sua alavanca – também introduzidos nas demais versões – e as faixas que passaram a ser mais discretas. No interior, a alteração que mais chamou a atenção foi exatamente o console, que passou a ser de plástico injetado e possuía quinas na altura dos instrumentos.

Console do Passat TS 1977. Foto: Artur Yamamura.
Console do Passat TS 1977. Foto: Artur Yamamura.

 

Este foi o único modelo de console que não necessitava da cobertura inferior central do painel para sua correta montagem. O equipamento já cumpria a função de cobrir este espaço, além de trazer cinzeiro – exclusivo deste console – e reostato da iluminação dos instrumentos. O rádio, quando o carro era dotado de ar-condicionado, era montado sob os instrumentos, que eram os mesmos da linha 1976. A coifa da alavanca de marchas passou a ser feita em courvin, trazendo um acabamento mais sóbrio.

  

Nos veículos equipados com ar condicionado, o rádio era alojado no console. Foto: Volkswagen.
Nos veículos equipados com ar condicionado, o rádio era alojado no console. Foto: Volkswagen.

Há uma imagem de divulgação da Volkswagen de um Passat LSE ainda utilizando este modelo de console. Porém, o mesmo carro possui características distintas dos modelos 1978, como as grades estampada na parte inferior do painel dianteiro. Portanto, não seria incorreto concluir que tratava-se de um modelo pré-série, montado anteriormente ao início da montagem das unidades 78.

Utilizado nas versões Período
Passat TS De 10/1976 até 09/1977

  

Console com instrumentos: 1978 (1º modelo)

   

Console utilizado no início da produção da linha 1978, com estrutura em madeira e revestido em courvin. Imagem do catálogo de lançamento do Passat 1978.
Console utilizado no início da produção da linha 1978, com estrutura em madeira e revestido em courvin. Imagem do catálogo de lançamento do Passat 1978.

  

A linha 1978 do Passat trazia também um novo console, feito de madeira e revestido de courvin. O estilo voltava a ser mais reto, como no modelo 76. Esse modelo aparece nas fotos de lançamento da linha 78, assim como nos testes das publicações de época. Porém, não ficou em linha durante todo aquele ano e não temos a informação exata de até quando (mês ou número de chassi) ele foi utilizado.

ftp://grigorevski%2540hpdopassat.com.br@ftp.hpdopassat.com.br/artigos/console/console_a1978b.jpg
O console montado em um Passat TS 1978 (acima) e em detalhe os instrumentos utilizados até aquele ano (abaixo). Imagens de divulgação da Volkswagen.

 

Utilizado nas versões Período
Passat TS De 10/1977 até meados de 1978
Passat LSE De 10/1977 até meados de 1978

  

Console com instrumentos: 1978 (2º modelo) e linhas 1979 a 1984

  

Console - Passat GTS Pointer 1984

O console então utilizado pelo TS e LSE sofre nova mudança em algum momento de 1978, cuja data exata não conseguimos obter pela escassez de material sobre o assunto. Publicamos abaixo a única imagem de divulgação da Volkswagen com um console deste modelo equipando um Passat TS 1978. Produzido em plástico injetado, este modelo é instalado em conjunto com o console simples, já apresentado acima, e daí fixado através de parafusos no revestimento central inferior do painel. Foi produzido nas cores preta e marrom. 

Console utilizado até 1984. Na imagem, montado em um Passat TS 1978. Fonte: revista Status Motor nº 45/B.
Console utilizado até 1984. Na imagem, montado em um Passat TS 1978. Fonte: revista Status Motor nº 45/B.

 

Durante a produção da linha 1978, os mostradores continuam sendo o relógio, voltímetro e manômetro do óleo. A partir de outubro de 1978, quando a linha 79 começa a ser produzida, o manômetro de óleo é substituído por um vacuômetro. Ao longo dos anos, a grafia dos instrumentos era alterada conforme o mesmo acontecia com os instrumentos do painel.

 

Console do Passat TS, LSE e GTS Pointer

Este console foi utilizado até o final da produção da linha 1984. A coifa da alavanca de marchas era feita em courvin. Este modelo fez bastante sucesso como acessório, sendo inclusive reproduzido por empresas do mercado paralelo, que os fabricam até os dias de hoje.

Utilizado nas versões Período
Passat TS A partir de meados de 1978
Passat LSE / LSE Paddock A partir de meados de 1978
Passat GTS / GTS Pointer Até 12/1984

 

Console com instrumentos: a partir de 1985

 

Console do Passat GTS Pointer 1985

Com o lançamento da linha 1985, o interior do Passat sofreu uma grande renovação. Além do painel e volante, o console com instrumentos das versões mais luxuosas ou esportivas também passou por mudanças. Agora, com formato novamente de ângulos retos e em peça única produzida em plástico, o rádio passa a ser sempre instalado no console, e não mais próximo ao difusor da saída de ar, mesmo que o carro não possua ar condicionado. Além disso, passam a ser dois os instrumentos, sendo o voltímetro e o indicador de temperatura do óleo do motor. Abaixo deles, há dois porta fitas cassete. A coifa de acabamento da alavanca de marchas passa a ser produzida em borracha, do tipo sanfonada.

O Passat Iraque também utilizou o console do GTS Pointer.
O Passat Iraque também utilizou o console do GTS Pointer.

 

Utilizado nas versões Período
Passat GTS Pointer A partir de 01/1985
Passat LSE “Iraque” Todos

 

2 comments

  1. No meu Passat TS 78v tirado em 15/02/1978 tinha o console pequeno, parafusado no console ordinário. Apenas para nos situarmos no tempo, em fevereiro de 78 o console já era o pequeno de plástico.

Deixe uma resposta