Home-Page do Passat

 

 

Todas as versões do Passat brasileiro

 

 

Passat
Versão básica do Passat, lançada em 76, sem itens como relógio e esguicho elétrico de água para o pára-brisa. Oferecida nas versões duas, três e quatro portas.

 

 

Passat L
Até o lançamento da versão básica, o L foi a versão mais despojada do Passat, com estofamento diferente do LS, esguicho do lavador acionado com o pé esquerdo, além de não possuir rádio e acendedor de cigarros. O Passat L foi vendido com 2, 3 e 4 portas.

 

 

 

Passat LM
Lançado no final de 74, era uma versão intermediária, entre o L e o LS. Possuía os bancos revestidos com o mesmo tecido do LS, relógio e acendedor de cigarros. Na parte externa, o LM não se diferenciava das demais versões e levava na tampa traseira o emblema "Passat L". Porém, alguns itens do LS, como temporizador do limpador do pára-brisa, esguichador elétrico e rádio não eram disponíveis no LM nem como opcionais.

 

 

Passat LS
Foi a versão mais luxuosa do Passat, até o lançamento do LSE. Além de melhor acabamento, possuía itens não disponíveis nas outras versões, como rádio, temporizador do lavador de pára-brisa, ar quente, desembaçador do vidro traseiro, entre outros.

 

 

 

Passat TS
O mais clássico dos Passat, sendo produzido entre 76 e 82. Era a versão esportiva, contando com motor 1.6 (96cv SAE), frente com quatro faróis redondos, rodas e pneus mais largos. O painel tinha um pequeno conta-giros no lugar do relógio e podia vir equipado com ar-condicionado. Como todo bom esportivo, era oferecido apenas com duas portas.

O modelo 76 possui uma faixa lateral na altura da linha da cintura, que sofre inclinação de 45º para o alto no painel traseiro, sendo interrompida pela sigla TS. Em 77 e 78 a faixa passou para a parte inferior da lateral, sem perder a sigla TS. A partir de 79, quando os faróis passaram a ser quadrados, o TS passou a vir com uma discreta faixa preta abaixo dos vidros laterais.

 

 

Passat LSE / LSE Paddock
O Passat LSE era a versão mais luxuosa do Passat. Oferecido apenas com 4 portas, foi lançada no final de 77 (já como modelo 78) e contava com encostos de cabeça nos bancos traseiros, motor 1.6 do TS e ar-condicionado (opcional). Além disso, o modelo 78 tinha a mesma frente e pára-choques do TS.

A partir de 79, passou a ter a mesma frente dos demais modelos, com os faróis quadrados, mantendo o padrão de acabamento e opcionais. Em 84 passou a ser chamado de Passat LSE Paddock, não estando mais disponível a partir de 1985.

 

 

Passat Surf
Versão destinada ao público jovem, com poucos equipamentos e aparência esportiva. Seguia a tendência criada pelos Dodge 1800 SE e Dart SE. Foi lançada em 1978. Entre os equipamentos oferecidos a mais (em relação a versão básica) possuía apenas bancos altos e vidros verdes. O revestimento dos bancos e laterais era feita em cores vivas. Externamente, contava com para-choques, frisos, maçanetas e retrovisores em preto, além de rodas pintadas de cinza grafite. O motor era o 1.5.

 

 

Passat 4M
O Passat 4M foi uma série especial lançada pela VW em dezembro de 1977, sendo comemorativa a produção de 4 milhões de carros no país. Com apenas 1000 unidades produzidas, o Passat 4M tinha como base um LS, porém com a frente de 4 faróis redondos do TS (porém, usavam lâmpadas amarelas) e acabamento diferenciado. A cor era única - cinza grafite metálico - e a parte superior da tampa da mala era pintada em preto fosco, assim como a região ao redor dos vidros laterais. As rodas eram pintadas na mesma cor da carroceria e os frisos laterais tinham acabamento exclusivo. No interior, combinava a tonalidade marrom dos bancos e forrações laterais com o painel e console (igual ao do LS) pretos.

 

 

Passat LS Série Especial
Série especial lançada no fim de 1981 (como modelo 82), com produção limitada a 1200 unidades. Disponível em duas cores, cinza e verde (ambas metálicas), utilizava o mesmo motor 1.6 do TS. Os pára-choques vinham pintados na cor do carro e as polainas aparentavam ser retráteis. Essa versão também vinha com calotas e ponteira do escapamento cromadas. Alguns itens oferecidos como opcionais no LS normal, como aquecimento, toca-fitas e desembaçador traseiro, vinham de série neste modelo.

Maiores detalhes no teste realizado pela revista Quatro Rodas na época do lançamento.

 

 

Passat GLS
O Passat GLS é uma versão de luxo, produzida apenas em 83. Possuía encosto de cabeça traseiros e frisos como o do Village, porém com um filete cromado na parte superior.

 

 

Passat Sport
Série especial de apenas 1200 unidades, produzida em 84. A série Sport tinha aparência esportiva, com para-choques, frisos das janelas e máscaras dos faróis na cor preta. Possuía spoiler, rodas de liga, teto-solar, frisos laterais com filete vermelho e vidros verdes. No interior, contava com bancos Recaro, conta-giros e volante igual ao do GTS 84. O motor era 1.6, à álcool.

 

 

Passat Plus
Produzido no ano de 84, o Passat Plus tinha motor 1.8, câmbio longo de 4 marchas e sistema de escape de maior diâmetro. Externamente, possuía adesivos laterais simulando borrachões, um fino filete vermelho cortando a linha das janelas laterais abaixo do retrovisor, para-choques pintados na cor do carro, spoiler, logotipo 1.8 na grade e as mesmas calotas do Santana CS. Era disponível em duas cores: azul copa e cinza prata. Os frisos das janelas e máscaras de farol eram pretos. Opcionalmente, poderia vir com teto solar.

 

 

Passat Special
O Passat Special foi lançado em 1984 e era uma versão básica da linha. Não contava com frisos laterais e opcionais "de luxo", como aquecedor e toca-fitas. Possuía pára-choques e máscaras dos faróis na cor preta, spoiler dianteiro. O retrovisor era o antigo, com regulagem externa. Foi produzido até 1986.

 

 

 

Passat LSE "Iraque"
Versão destinada a exportação para o Iraque. Devido a um excedente de produção, foi disponibilizado ao público brasileiro em meados de 1986, fazendo relativo sucesso. O Passat LSE vinha com 4 portas e contava com ar-condicionado de série. O motor era o velho MD-270, com câmbio de 4 marchas. Outras alterações exigidas pelo mercado iraquiano era o uso de radiador de cobre e 4 ganchos para reboque, ao invés dos dois dos demais modelos. Havia luzes de leitura para os passageiros do banco traseiro e o interior era completamente acarpetado. O painel era completo, o mesmo do GTS Pointer, e também possuía o console da versão esportiva.

Disponível nas cores azul, vermelho (três tonalidades), branco e prata (esta última, bastante rara). Quase todos os modelos vinham com estofamento vinho, fato incomum no mercado brasileiro. A exceção ficava por conta do modelo azul, que possuía um belo estofamento cinza.

 

 

Passat LS Village / GL Village
Versão intermediária do Passat, o LS Village nasceu em 84, passando a GL Village em 87. Possuia o motor AP 1.6 (MD-270 até 1985) e até 1984 foi oferecido com 2, 3 ou 4 portas, ficando apenas a versão de 2 portas a partir de 1985. Como opcionais, contava com equipamentos como desembaçador traseiro e rodas de liga. Foi produzido até o final da vida do Passat.

 

 

Passat Flash
Comercializada apenas em 1987, o Passat Flash contava com o mesmo motor 1.8 do GTS Pointer. Vinha com calotas e estava disponível em três cores: vermelho, branco e prata. Possuía uma faixa adesiva lateral com a inscrição Flash na extremidade.

 

 

Passat GTS / GTS Pointer
Versão esportiva lançada em 83 em substituição ao TS (ainda sem a denominação "Pointer"), quando utilizava o motor 1.6. No final de 84, ganhou o motor 1.8 do Gol GT, se tornando um dos esportivos mais cobiçados do país. Possuía bancos Recaro, câmbio de 5 marchas, conta-giros e console com voltímetro e manômetro de óleo. Opcionalmente, poderia vir equipado com ar condicionado e teto solar.

 

 

 

 

 

Home-Page do Passat - hpdopassat@hpdopassat.com.br