Home / Artigos / Faróis

Faróis

O assunto “farol” parece simples para quem está acostumado com a história do Passat e sua evolução ao longo dos anos. E, de fato, é mesmo algo simples. O Passat sofreu poucas mudanças durante os seus 14 anos de produção no Brasil. Porém, é possível perceber que ainda há bastante confusão em contatos que recebemos e principalmente nas redes sociais. Sem esquecer dos proprietários que tiveram o Passat “modernizado”, mas afirmam categoricamente que o carro dele foi fabricado com aqueles faróis.

Portanto, pra tentarmos simplificar e esclarecer aqueles que ainda podem ter alguma dúvida, listamos abaixo os diferentes tipos de faróis que o Passat usou ao longo dos anos. Aproveitamos para aprofundar um pouco mais o assunto, com informações sobre marcas, tipos de lâmpadas e (quando possível) chassis ou mês do ano em que a mudança aconteceu. Ressaltamos que as informações citadas foram integralmente obtidas de material da própria Volkswagen do Brasil.

 

Farol simples – 1974 a 1978

Farol duplo do Passat: 1974 a 1978

O Passat começou a ser produzido utilizando apenas um farol de cada lado. Do mesmo diâmetro dos utilizados no Fusca e Kombi da mesma época, poderiam ser produzidos pela Arteb-Hella ou Cibié. Este modelo de farol não possuía lado específico de montagem, podendo ser utilizado tanto do lado esquerdo quanto do lado direito. As lâmpadas utilizadas para os fachos baixo e alto eram as convencionais, de 45/40W. A luz de posição seguiu o mesmo padrão até o fim da produção do Passat, utilizando lâmpadas de 4W, independente do modelo de farol utilizado.

Os Passat que utilizavam este tipo de farol, utilizavam de fábrica lâmpadas convencionais 45/40W.
Os Passat que utilizavam este tipo de farol, utilizavam de fábrica lâmpadas convencionais de 45/40W.

  

Este modelo de farol foi utilizado nas versões Standard, L, LM, LS e Surf até setembro de 1978, nos Passat de chassi até BT228004 (2 e 3 portas) e BU034059 (4 portas).

 

Farol duplo – 1976 a 1978

  Farol duplo do Passat: 1976 a 1978

O farol duplo surgiu no Brasil com o lançamento do TS, sendo uma das diferenças desta para as demais versões. Até o presente momento, os indícios apontam para que, de fábrica, apenas os faróis Cibié fossem montados. Posteriormente, na linha 1978, tanto o Passat LSE quanto a série especial 4M também utilizaram o mesmo modelo de farol. Assim como os modelos de farol simples, os refletores poderiam ser montados tanto do lado esquerdo quanto do lado direito. Porém, sempre respeitando a posição interna ou externa em relação ao carro, além do uso do suporte correto, que possui lado específico de montagem. Em torno de cada refletor eram montados os aros cromados, dando o acabamento às peças. É importante ressaltar que os modelos TS e LSE usavam refletores e lâmpadas diferentes do Passat 4M.

Passat TS 1978
Os faróis duplos apareceram na versão TS, a partir de 1976. Na foto, um modelo 1978.

  

O Passat TS e o Passat LSE utilizavam lentes com desenhos diferentes para os refletores externos (farol baixo e luz de posição, posicionados nos extremos do carro) e internos (farol alto, posicionados mais ao centro). As lâmpadas utilizadas nos refletores externos para o facho baixo/alto eram H4, de potência 60/55W. Já o refletor interno, responsável pelo facho alto, utilizava lâmpada H1 de 55W.

As versões TS e LSE utilizavam lâmpadas H4 60/55W (esq.) nos refletores externos e H1 55W (dir.) nos refletores internos.
As versões TS e LSE utilizavam lâmpadas H4 60/55W (esq.) nos refletores externos e H1 55W (dir.) nos refletores internos.

  

Já o Passat 4M, apesar de usar faróis do mesmo diâmetro, utilizava os refletores Cibié da Brasília com outras lâmpadas. As lentes possuíam desenho diferente das utilizadas nos TS e LSE. As lâmpadas eram iguais para os 4 refletores, sendo as convencionais de 45/40W de potência, de cor amarela.

Os faróis do Passat 4M eram diferentes dos TS e LSE, além de utilizar lâmpadas convencionais amarelas.
Os faróis do Passat 4M eram diferentes dos TS e LSE, além de utilizar lâmpadas convencionais amarelas.

 

Esse modelo de farol foi utilizado nas versões TS, LSE e 4M até setembro de 1978, nos Passat de chassi até BT228004 (TS e 4M) e BU034059 (LSE). Notem que essa numeração engloba todas as versões produzidas até então, sendo a mesma utilizada para definir também o fim da utilização dos faróis simples.

Farol simples – 1979 a 1982

Farol simples retangular do Passat: 1979 a 1982

A linha 1979 do Passat trouxe como novidade a padronização dos faróis para todas as versões. Seguindo a tendência da época dos faróis retangulares, já utilizados por exemplo no Corcel II e Dodge Polara, a Volkswagen utilizou na nova linha Passat os mesmos faróis já utilizados desde 1976 nos Audi 80.

Passat Surf 1979
Durante este período, o Passat Surf foi a única versão que não possuía como opcional os faróis com lâmpadas halógenas.

 

Os faróis passaram a ter lado específico de montagem, sendo produzidos pela Arteb ou Cibié. Ambas as marcas produziam faróis para o uso de lâmpadas convencionais, de 45/40W, que equipavam todas as versões. Havia também a opção de faróis Cibié para o uso de lâmpadas halógenas H4, de 60/55W de potência. Este opcional estava disponível para todas as versões, exceto para o Passat Surf. Já no LS Série Especial de 1982, as lâmpadas halógenas eram equipamento de série.

Este modelo de farol foi utilizado a partir dos chassis BT228005 (2 ou 3 portas) e BU034060 (4 portas). 

 

Farol duplo – A partir de 1983

Farol duplo do Passat: 1983 a 1988

O lançamento da linha 1983 trouxe novamente os faróis duplos para a linha Passat. A partir desta época, não apenas os faróis completos tinham lado específico de montagem, mas também cada um dos quatro globos óticos. Outra novidade era o uso de lâmpadas halógenas de série para todas as versões.

Para este período, tivemos três diferentes fornecedores de faróis: Arteb, Cibié e Rossi. Apesar de algumas observações que podemos fazer ao longo dos anos, não encontramos no material da VW nada que indique que determinada versão utilizava faróis apenas de um fornecedor específico. Portanto, preferimos não fazer tais afirmações. 

 

Passat Flash 1987
Passat Flash 1987

 

Embora existam algumas diferenças em códigos de faróis completos e refletores utilizados a partir da linha 1983, a que merece maior atenção está relacionada aos faróis utilizados a partir de dezembro de 1987 (ou seja, já na linha 1988). Estes faróis se encaixam melhor nas molduras, sem deixar um espaço que havia anteriormente entre a lente e a moldura. A partir desta época, a Rossi deixa de fornecer para a linha de produção, permanecendo a Arteb e a Cibié.

A configuração das lâmpadas era a mesma utilizada pelos TS e LSE de 1976 a 1978. Nos refletores externos (fachos baixo e alto) era utilizada a lâmpada H4, de 60/55W. Já os refletores internos (apenas facho alto) utilizavam a H1 de 55W.

Este modelo de farol começou a ser utilizado a partir de setembro de 1982. O início do seu uso coincide com o novo padrão de chassi de 17 caracteres, a partir da linha 1983. Portanto, este modelo é utilizado por todo Passat com chassi iniciado por 9BWZZZ32Z.

6 comments

  1. Excelente!! Mais um trabalho de pesquisa muito bem embasada e criteriosa!!!

  2. Muito legal a matéria, como sempre a HP do Passat informado e auxiliando aqueles que querem deixar a máquina original. Abraço.

  3. Parabéns pelo trabalho muito bem feito!!!

  4. Olá … Este final de semana vi um Passat denominado, Passat Nigéria, que possui bancos vermelhos iguais aos do modelo Iraque, possui apenas 2 portas e os faróis tinham gravações com a letra H (H1 ou H4) não me recordo. Não paraciam ser marcas paralelas … Qual seriam?

    • Bom dia! Os Nigéria seguem as mesmas “regras” dos demais modelos da época. De fábrica poderiam sair com Cibié, Arteb ou Rossi. Apesar de vermos, no caso dos Iraque, a grande maioria com faróis Rossi, não há nada oficial que diga que as unidades de exportação (como os Nigéria) usassem essa marca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *